Temer dará R$ 42 bi exclusivos para armas enquanto saúde e educação estão fora dos planos

Após aprovar uma série de ataques ao povo pobre com o argumento da crise, Temer consegue crédito de R$ 42 bilhões para armar mais a polícia em todo o Brasil.

Por Úrsula Noronha em Esquerda Diário

Nesta quinta-feira (01), o presidente golpista Michel Temer se reuniu com governadores e afirmou que o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) abrirá uma linha de crédito de R$ 42 bilhões para financiar um reequipamento das polícias locais, estaduais. Enquanto o golpista reserva um pacote de ataques para precarizar a vida dos trabalhadores e da juventude usando o argumento da crise, ele consegue bilhões para a repressão.

Temer, na reunião com 17 governadores, disse que vários estados recorrem ao governo federal pedindo ajuda com a segurança pública. O presidente golpista falou que essa tarefa não é apenas da União, mas também dos governadores. Com essa justificativa, ele anunciou a concessão de crédito do BNDES para comprar mais viaturas, equipar a polícia e ampliar a coordenação do setor. Do crédito de R$ 42 bilhões, R$ 33 bilhões será do BNDES, ao longo de 5 anos. A origem dos R$ 9 bilhões restantes não foi informada, e R$ 5 bilhões já estarão disponíveis em 2018 para os Estados.

A crise no Brasil é uma realidade. Temer, no entanto, escolhe quem ele quer que pague por ela. Ao aplicar a reforma trabalhista, congelar gastos na educação e deixar servidores ficarem sem receber salário enquanto o governo federal consegue um crédito de bilhões que não é usado para nenhuma melhora real na vida do povo pobre, e sim destinado para a polícia repressora se armar mais, fica muito claro: para ele, não são os capitalistas que criaram a crise que têm que arcar com as consequências, e sim os trabalhadores e a juventude.

O governo pode tentar enganar o povo de qualquer forma, mas suas ações revelam que o argumento da crise só vem para mascarar o plano de vida miserável que é reservado para quem realmente sustenta o país, os trabalhadores. O problema não é dinheiro, tanto que o presidente acabou de conseguir R$ 42 bilhões. O problema é que o investimento desse dinheiro é arbitrário.

Temer reserva um futuro precário para o povo pobre, com condições de trabalho inaceitáveis, com a polícia muito fortalecida para tocar o terror. Não podemos aceitar que esse golpista não pague salários, não invista em educação e conceda R$ 42 bilhões para a repressão. Precisamos, mais do que nunca, expressar nossa revolta com essa tentativa de nos calar, usar a nossa força para anular a Reforma Trabalhista e mostrar para os golpistas que não vamos aceitar nenhum futuro de miséria.

Imagem do topo retirada de http://www.contasabertas.com.br/website/arquivos/13452

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: