Convênio médico pode tudo?

Por que as empresas de planos de saúde ganharam tanto poder no país em que 70% da população utiliza o SUS, que sofre com encolhimento de verbas. Por Andrea Dip em Agência Pública. Quando tinha 19 anos, Nínive Loriane Ferreira engravidou do namorado. Na época, ela já trabalhava na Unas Heliópolis – organização que reúne associações de... Continue lendo →

A “pane seca” do golpe neoliberal

O governo Temer é o exemplo acabado de como se pode utilizar o Estado para garantir os privilégios e eliminar direitos. Por Paulo Teixeira e Guilherme Melo em Carta Capital. A greve do transporte de carga no Brasil, que levou ao desabastecimento de combustível e alimentos em todo País, pode ser a pá de cal na estratégia... Continue lendo →

Auditores pressionam contra isenção de imposto de até 70% sobre renda de mais ricos

Associações questionam modelo tributário a partir de levantamento em declarações de renda. Movimento 'Reforma Tributária Solidária, menos desigualdade' vai apresentar propostas em agosto. Em El País. Quem ganha mais de 200.000 reais por mês no Brasil pode estar pagando imposto de renda como se ganhasse apenas 60.000 reais. A conta foi feita por associações de auditores fiscais... Continue lendo →

O que está por trás do aumento dos preços de combustíveis?

Opção da Petrobras é subutilizar refinarias e favorecer importação. Em 2013 a empresa podia atender 90% da demanda, número que caiu para 76% em 2017. Por Eduardo Costa Pinto e Rodrigo Leão em Carta Capital. Nesta semana, os protestos protagonizados pelos caminhoneiros em função dos recorrentes aumentos dos preços dos combustíveis tem tomado conta do noticiário no... Continue lendo →

Engenheiros da Petrobras apontam o culpado pelo caos: Pedro Parente

Associação dos Engenheiros da Petrobrás (Aepet) divulgou nesta quarta-feira, 23, nota em que aponta o presidente da Petrobras, Pedro Parente, como o principal responsável pelo caos em relação ao preço dos combustíveis que resultou na greve de caminhoneiros; "Ganharam os produtores norte-americanos, os 'traders' multinacionais, os importadores e distribuidores de capital privado no Brasil. Perderam... Continue lendo →

Belluzzo: o Brasil perdido, num mundo em transe

China expande sua presença no mundo. Novas turbulências financeiras aproximam-se, com aumento das dívidas. Há mudanças geopolíticas dramáticas. País assiste pasmo, sob governo golpista e provinciano. Por Eduardo Maretti, da RBA. No jogo econômico e geopolítico global de hoje, as principais cartas estão colocadas por um gigante do Oriente. “A escalada da China não tem como ser contida. A... Continue lendo →

É possível acreditar em eleições?

A irrelevância crescente dos partidos políticos no Brasil torna o ritual das urnas uma mera formalidade. Por Jefferson Silveira Dantas em Carta Capital. O cenário de disputa eleitoral que se descortina, além de não trazer novidades que mexam nos grandes temas nacionais, expressa um panorama no qual as alianças partidárias (indiferenciadas em suas bases programáticas) continuam a... Continue lendo →

Crises, capital financeiro e democracia ameaçada

Apoiado em Marx, Giovanni Arrighi demonstrou: mesmo sob a dominação financeira, taxa de lucros tende a cair. Então, discurso liberal passa a desprezar a democracia e os direitos humanos. Por Eleutério F. S. Prado em Outras Palavras. Como se sabe, o assim chamado “ciclo sistêmico de acumulação” consiste na noção teórica fundamental proposta e empregada por... Continue lendo →

‘Tudo indica que estamos no caminho da privatização dos Correios’

Para diretor da Federação dos Trabalhadores da empresa, fechamento de agências e demissões são parte da estratégia de precarização do serviço público. Por Giovanna Costanti em Carta Capital. A declaração, na segunda-feira 7, do presidente dos Correios de que a empresa fechará agências próprias em todo o país indignou funcionários e consumidores. A confirmação ocorreu dois dias... Continue lendo →

200 anos de Karl Marx: Por que Marx, no século 21?

Sua visão sobre desigualdade brutal e alienação nunca foi tão atual. Mas que dizer de suas concepções sobre o Estado e o horizonte pós-capitalista? Por Yanis Varoufakis | Tradução: Antonio Martins em Outras Palavras. Para que um manifesto vingue, ele precisa falar para nosso coração como poesia, ao mesmo tempo em que contamina a mente com imagens e... Continue lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑